Publicado em Deixe um comentário

Quero sempre me lembrar

Depois que a tempestade passar

E o mar bravio se aquietar,

Quero sempre me lembrar

Que foi a Tua mão estendida

Que me impediu de afundar.

Depois que pelo vale sombrio eu caminhar

E aos pastos verdejantes chegar,

Quero sempre me lembrar

Que com Tua vara e teu cajado

Estivestes sempre a me consolar.

Depois que o deserto eu atravessar

E em terras de descanso adentrar,

Quero sempre me lembrar

Que Tua nuvem e coluna de fogo

Puseram-se em todo tempo a me guiar.

Depois de um Golias eu enfrentar

E nas mãos, a vitória, celebrar,

Quero sempre me lembrar

Que foi pela força do Teu nome

Que, afinal, eu pude triunfar.

Depois de leões ferozes eu encarar

E fora da cova me encontrar,

Quero sempre me lembrar

Que foi o Senhor quem fechou as bocas

Que estavam prestes a me devorar.

Referências bibicas: Mateus 14: 22-33 / Salmos 23 / Êxodo  13: 21-22 / 1 Samuel  17: 41-51 / Daniel 6:16-23

Imagem: pngtree.com

Publicado em Deixe um comentário

Maranata

Quão incrível será o dia,

Em que o meu Senhor retornar.

Serei coroada de eterna alegria,

E junto a Ele irei para sempre morar!

Quão incrível será a hora,

Em que pelo Caminho Santo eu andar.

Toda tristeza terá ido embora,

E a Nova Jerusalém irei adentrar!

Quão incrível será o momento,

Em que nos céus a trombeta soar.

A Igreja, num banquete de casamento,

O encontro com o noivo, irá celebrar!

Quão incrível será o tempo,

Em que todas as coisas, Ele novas fará.

De suas promessas será o cumprimento,

E com galardão eterno me receberá!

Quão incrível será o minuto,

Em que o selo do livro Ele abrir.

Cada redimido, em júbilo absoluto,

De um corpo glorificado irá se revestir!

Quão incrível será a ocasião,

Em que vestido de glória, Ele voltar.

No ermo, mananciais de água rebentarão,

E face de Cristo, irei, para sempre, contemplar!

Quão incrível será o instante,

Em que, nas mãos, a recompensa Ele trará.

Desfrutarei de sua presença constante,

E, no paraíso, uma morada me concederá!

Referências bíblicas: Atos 1:10-11 / Isaías 35: 8,10 / Hebreus 12: 22 / 1 Coríntios 15: 51-55 / 1 Tessalonicenses 4: 16-18 / Mateus 25: 1-13 / Apocalipse 22:12/ Colossenses 3:24 / Apocalipse 21:5 / Apocalipse 5: 1-5 / 1 Coríntios 13:12 / João 14:1-3 / Lucas 21:27 / Mateus 16:27

Imagem: pt.pngtree.com

Publicado em 1 comentário

Como eu preciso de Ti

Quando a incredulidade me assalta e os meus pés resvalam,

Como eu preciso que Tua destra fiel me levante, fortaleça e sustente minha fé.

Quando meus pensamentos vagueiam por caminhos de engano,

Como eu preciso que me esquadrinhes e traga minha mente cativa a Ti.

Quando a ansiedade me inunda como um mar bravio,

Como eu preciso que me leves para as águas tranquilas de descanso.

Quando sou ferida pela injustiça e desamor,

Como eu preciso que me acolhas e ajudes-me a perdoar e amar.

Quando circunstâncias tristes me envolvem como um manto,

Como eu preciso que Tu sejas meu perfeito refúgio e baluarte.

Quando temores se instalam por noites a fio,

Como eu preciso que me dês a paz que excede todo entendimento.

Quando sou tomada por um ímpeto de insegurança e preocupações,

Como eu preciso que meu Bom Pastor me acalme e apascente minha alma.

Quando a enfermidade irrompe implacável sobre minha vida,

Como eu preciso de Tua superabundante e suficiente graça para me sustentar.

Quando as coisas lícitas da vida roubam a minha atenção e dedicação,

Como eu preciso que tragas os meus olhos de volta para as coisas do alto.

Quando a minha comunhão e minha vida espiritual esmorecem,

Como eu preciso que me exortes a permanecer fielmente unida a Ti, minha videira verdadeira.

Quando a angústia cai como uma sombra sobre meu peito,

Como eu preciso que me ensines a descansar e confiar em Ti.

Quando a fascinação das riquezas fomenta a minha ambição,

Como eu preciso que me lembres de que os Teus mandamentos são mais preciosos que o ouro.

Quando minha própria vontade e emoções disputam a primazia das minhas atitudes,

Como eu preciso que me enchas do Teu Espírito para subjugar a minha carne.

Quando tudo ao meu redor exala indiferença e apatia,

Como eu preciso do Teu amor sendo derramado em meu coração pelo teu espírito que me foi outorgado.

Quando eu olho para os pecados que abrigo em meu íntimo,

Como eu preciso que me laves e purifique o meu coração.

Quando o que digo e faço não são agradáveis ao Senhor,

Como preciso que venhas podar e aparar todo galho em mim que não dá bons frutos.

Quando tenho clareza do meu chamado e propósito,

Como eu preciso que me instruas e me capacite a cumpri-lo fielmente.

Quando vejo o quão pequena é minha intimidade com o Senhor,

Como eu preciso que me faças andar na Tua presença e conceda-me a graça de Te conhecer mais.

Eu preciso sempre de Ti! Tu és tudo para mim!

Publicado em Deixe um comentário

Em tudo vejo meu Deus

Ao contemplar a noite estrelada posso ver a grandeza do meu Criador. Toda a glória estendida no vasto negro-cintilante é apenas uma ínfima fração de todo o seu ser. Ele está lá, na ponta do universo, e, ao mesmo tempo cá, na batida do meu coração. Está em todos os lugares, e além dos “lugares”. Que mistério profundo é este.

                Maravilho-me mais ainda em saber que, apesar de toda esta grandeza, os olhos amorosos do meu Deus estão sempre sobre mim. A Sua graça e bondade me cobrem como um manto. Ele nunca me desampara. Quando paro de olhar tanto para mim mesma e começo a contemplar Aquele que me criou, posso sentir Sua presença permeando tudo que existe e consigo percebê-Lo em todas as coisas, pequenas e grandes.

Percebo-o na terna face de um bebê, lembrando-me de como ele me entreteceu de forma tão maravilhosa no ventre de minha mãe;

Percebo-O no pai que carrega seu filho no colo, lembrando-me de que Ele entregou Seu próprio filho à morte, para me fazer Sua filha;

Percebo-O no fogo, lembrando-me de que Ele é o ourives que refina meu coração como ouro e como prata, purificando-me de meus pecados.

Percebo-O no gorgolejar do riacho, lembrando-me de que é o Senhor quem me leva às águas tranquilas de descanso e refrigera a minha alma.

Percebo-O nas aves do céu, lembrando-me de que assim como Ele as sustenta, mais ainda, cuidará da minha vida.

Percebo-O nas árvores frutíferas, lembrando-me de que Ele é a videira verdadeira na qual devo permanecer para viver e dar frutos.

Percebo-O no estrondo do trovão, lembrando-me de que meu Deus é grande em força e em poder.

Percebo-O no imenso oceano a rebentar suas ondas na areia, lembrando-me de Sua grandeza e de minha pequenez.

Percebo-O no farfalhar das folhas, lembrando-me de que Ele é soberano sobre tudo, pois nenhuma delas cai sem que permita.

Percebo-O na terra, lembrando-me de que sou um vaso de barro, sendo trabalhado pelas mãos gentis do perfeito oleiro.

Percebo-O nas ovelhas do pasto, lembrando-me de que Ele é meu bom Pastor que me conhece pelo nome e suprirá minhas necessidades.

Percebo-O na luz do sol que ilumina tudo o que toca, lembrando-me de que, da mesma forma, a glória de Deus enche a terra e enche minha vida.

“Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas.”

Romanos 1:20